A história da Computação

Antes de iniciarmos nossos estudos sobre os Microprocessadores 8086/8088, é necessário entendermos a história da computação e a dos microprocessadores, focando na motivação por trás do uso desses hardwares.

Quando se fala em computação, a primeira coisa que nos vem a mente é um monitor, um mouse, um teclado, em um quarto escuro, quando alguém olhando uma chuva de números binários caindo, como efeito Matrix.

Ilusão hacker à parte, especificamente, computação não está ligada com computadores pessoais, e sim a com a Matemática.

Computar, a arte de contar

A história da Computação se confunde com a história da Matemática, pois é, em suma, a história do processo de contagem.
Quando aqueles pastores de ovelhas colocavam uma pedrinha dentro de um saco, a cada vez que uma olha saía para pastar, e tiravam uma pedra do saco quando cada uma voltava, era um método de contagem, conseqüentemente, um método de computação.

Na verdade, podemos ver isso como um algoritmo.
Pois era uma maneira de checar se todas as ovelhas do pastor voltaram (quando não sobrava pedra alguma no saco). Caso sobrasse, alguma havia se perdido na floresta ou iria virar ensopado de alguém.

Um exemplo de computação pré-história são os riscos que os homens das cavernas faziam para enumerar os dias, ou animais ou outra coisa qualquer.
Outro exemplo importante e mais recente foi a invenção dos logaritmos. Uma ideia matemática fantástica que permitia fazer cálculos de expoentes e raízes de uma maneira bem simples e rápida, consultando apenas uma tabela de valores.
Podemos ver, então, esse método do logaritmo como um algoritmo, e a tabela dos logaritmos como um banco de dados.

MicroprocessadoresPorém, o instrumento antigo de contagem mais famoso é, sem dúvidas, o ábaco.
O ábaco é um instrumento totalmente manual, de contagem. Sua ideia é tão simples, ao passo que é poderosa, que ainda é usado em escolas do mundo inteiro como método de aprendizado de crianças, para fazer as famosas ‘continhas’.

Computação Mecânica

Há dois grandes fatores que influenciam na evolução da tecnologia: a preguiça e a curiosidade.
E é difícil distinguir os dois, visto que a curiosidade surge com a vontade de se entender e automatizar as coisas, tentando criar métodos de se fazer algo com o menor esforço possível.

História dos Microprocessadores
Pascaline
Uma grande evolução na arte de contar, foi a máquina Pascaline, também conhecida como calculadora de Pascal, criada pelo Matemático Blaise Pascal, que era uma espécie de ábaco aprimorado, com engrenagens e rodas, que fazia cálculos muito mais complexos e de forma mais automatizada que o ábaco. Pascal é tão importante em Computação que existe uma linguagem deprogramação dedicada a ele, o Pascal.



Porém, o caso mais fascinante de engenhoca computacional totalmente mecânica, é a máquina criada por Charles Babbage em 1837, a Analytical Engine.

Ela podia operar continuamente, como em um loop de programação, também aceitava dados de entradas (através de cartões furados, que definiam as operações, constantes e variáveis a serem usadas na máquina), além de possuir memória para armazenar 1000 (sim, mil) números de 40 (sim, quarenta) dígitos decimais!
Tutorial de 8086 8088
 Máquina Analítica de Charles Babbage
Cartões furados do Computador Analítico de Charles Babbage
Cartões perfurados de Babbage




















Por ter sido a primeira pessoa a criar um algoritmo para ser rodado na Máquina Analítica de Babbage, muitos consideram a inglesa Ada Lovelace como a primeira programadora da história.
Como verão adiante, as mulheres terão um importante papel na evolução dos computadores.

Os elétrons na Computação

O uso da eletricidade, que quando chegou abalou e transformou completamente o mundo, não poderia ficar de fora da computação, e o uso da energia elétrica foi, e ainda é, amplamente uso nesse ramo.

Inicialmente, a eletricidade foi amplamente usada para automatizar as máquinas mecânicas, como as máquinas perfuradoras de cartões, que perfuravam os cartões usando um motor movido a energia elétrica.

Essa inovação ocorreu no final do século XX, e a empresa pioneira nesse setor foi a International Business Machines Corporation (hoje conhecida como IBM), que passou a comercializar máquinas perfuradoras de cartões, que foram muito utilizada até a chegada das máquinas eletrônico-digitais.

Essas máquinas eletrônicas chegaram, mais especificamente, no começo da década de 40 do século passado, na Alemanha, durante a 2ª Guerra Mundial, e seu primeiro advento foi o computador Z3, que fez cálculos de trajetórias de mísseis.

Apostila de Arduino
Z3

Porém, como muita coisa em época de guerra, há controvérsias, e alguns afirmam que o computador britânico Colossus, usado para quebrar códigos da Alemanha, foi o primeiro dispositivo eletrônico-digital a ser inventado.
Curso de Arduino
O Colossus era operador por duas mulheres


Porém, essas máquinas eram totalmente específicas em suas funções.
Faziam algo que foram programadas para serem feitas, e nada mais.
É aí que entra o ENIAC (Eletronics Numerical Integrator and Calculator), uma máquina de 30 toneladas, com mais de 17 mil tubos à vacuuo e centenas de milhares de quilômetros de fios, que era possível de ser programável para fazer diversas funções.

Essa programação era possível de ser feita reorganizando os fios do ENIAC, o que era extremamente cansativo, demorado e financeiramente inviável.

Apostila de Eletrônica
O pequeno ENIAC, também governado por mulheres

Logo, era necessário algo que fosse facilmente programável. E é aí que entram os microprocessadores na história.
Blog Widget by LinkWithin