Sistema de memória dos microprocessadores Intel


Eletrônica Progressiva - Apostilas e TutoriasComo veremos no decorrer dessa apostila de microprocessador Intel 8086/8088, uma das grandes vantagens desse tipo de hardware reside no fato que a estrutura da família dos Intel e Pentium são bastante similares, inclusive aos computadores pessoais atuais. Isso sem contarmos os clones, microprocessadores de outras empresas que tem funcionamento parecido ou igual aos da Intel, como os da IBM.

Embora o 8088 tenha sido lançado há mais de 30 anos, a estrutura da memória continua a mesma. Obviamente, os processadores atuais suportam memórias de tamanho infinitamente maior, além do aumento da velocidade de leitura e escrita (dentre outros detalhes).
Mas a ideia é a mesma.




Divisão da memória dos microprocessadores

Existem duas regiões na memória que são comum: a área do sistema (System Area) e a área de programas transitórios, mais conhecida como TPA (Transient Program Area). Essas são as duas divisões básicas e existentes em todos os microprocessadores.

Os microprocessadores 8086 e 8088 só possuam essas duas áreas na memória, que somavam 1Mb, que era um absurdo em termos de avanço para a época.
Computadores que tinha esses hardwares, como o XT, tinham 384 Kbytes para o sistema e 384 Kbytes para a TPA.


XT com TPA e Systema Area
Os XT da IBM possuíam TPA e System Area como divisões de memória

Porém, como o boom do crescimento dos microprocessadores já estava enorme, alguns computadores Pentium com microprocessadores 80286 possuíam uma tecnologia de extensão de memória, que era uma região conhecida por XMS (Extended Memory System). Exemplo disso foi o poderoso PS/2 da IBM, que podia conter fascinantes 15 Mbytes de memória adicional!
IBM PS/2 com memória estendida
Esse IBM PS/2 possuía uma região de memória estendida, a XMS

A região de área do sistema (System Area)

Essa região da memória é a responsável pela comunicação com o sistema de vídeo (que tinha sua própria BIOS) através de adaptadores de cores (VGA, por exemplo).

Ainda na System Area, a IBM incluiu em seus computadores pessoais a linguagem de programação BASIC no começo da década de 80.
Nessa área existia um importante interpretador de BASIC da Microsoft, o Cassette BASIC, que não necessitava de sistema operacional para ser acessado pois era separado da BIOS.

Essa região de memória é bem menor que a TPA.


A região TPA

Na TPA (Transient Program Area) era localizado os softwares que comandavam o computador, dentre eles, o mais importante era o sistema operacional, como o PCDOS (Personal Computer Disk Operating System) e o ainda famoso nos dias de hoje MSDOS (Microsoft Disk Operating System).
Mouse de um antigo computador IBM
Mouse do IBM PS/2
Além do essencial SO, a área de programas transientes continha programas que gerenciavam os drivers do microcomputador (como o teclado e mouse), que fazia a comunicação com a BIOS além de fornecer um terminal de comando para contato com o usuário.

Essas eram aplicações essenciais necessárias para o funcionamento de um computador, e ocupavam a menor parte da TPA.
A maior parte era ocupada por programas do usuário, que naquela época não eram muitos, como editores de textos e programas para desenvolvimento (programação).





Blog Widget by LinkWithin